O Globo lança campanha para alertar contra propagação de notícias falsas

Iniciativa do jornal inclui filmes, spots em rádio, mídia out-of-home, anúncios impressos e peças digitais

Ampliando suas iniciativas para esclarecer a população sobre os problemas decorrentes da propagação de notícias falsas na internet – as chamadas de “fake news” -, o Jornal O Globo criou uma campanha publicitária que será veiculada em diferentes mídias. As peças reforçam atributos como a credibilidade e a confiança em um conteúdo feito por profissionais que checam detalhes das informações publicadas.

A campanha inclui spots em rádio e filmes com a narração dos colunistas do jornal, peças de mídia out-of-home (OOH) no metrô do Rio e no Parque Gráfico, anúncios impressos no Globo e também nas revistas Época e Imprensa, e peças digitais nos canais do Globo. Os assinantes receberam por e-mail um link para assistir aos filmes em primeira mão.

O Globo é o primeiro grande veículo de mídia a lançar uma campanha contra fake news no Brasil. As peças trazem frases como “Mentira tem pernas curtas. Mas cauda longa”, “Onde há fumaça, há fogo. Ou não”, e “O que os olhos não veem a gente investiga”. A campanha teve criação interna, e conta com a narração dos colunistas Míriam Leitão, Ancelmo Gois e Merval Pereira.

“A campanha é aderente aos princípios de um jornalismo de credibilidade. É o nosso papel estimular e provocar as pessoas para que compartilhem apenas o que é uma notícia verdadeira e checada por veículos de credibilidade”, afirma Cristiano Santos, diretor de Marketing Consumidor da Infoglobo.

Em março, O Globo lançou um blog feito por grupo de jornalistas especializados em checagem de fatos. “É isso mesmo?” (blogs.oglobo.globo.com/eissomesmo) combate um problema que vem ganhando força em todo o mundo e virou alvo de preocupação dos principais grupos de mídia dos Estados Unidos, da Europa e também do Brasil. A equipe, inicialmente, conta com sete profissionais e é coordenada pelo jornalista Fábio Vasconcellos.

O grupo de checagem de dados orienta todos os jornalistas da Redação a fazer checagens. “Existem mais de cem iniciativas de fact-checking em 47 países, e essa é uma atividade, sem dúvida, importante. Em um mundo hiperconectado, com disseminação em massa de boatos, é fundamental que possamos checar informações e responder ao leitor de forma rápida e precisa: é isso mesmo? Outra coisa importante é que vamos continuar com o nosso Núcleo de Jornalismo de Dados, que busca e trata dados abertos para a produção de reportagens e análises”, afirma Fábio Vasconcellos.

Na internet, entre 2014 e 2015, O Globo já contava com um blog que fazia o chamado fact-checking (checagem de fatos), o “Preto no Branco”, que foi o embrião da nova iniciativa. O blog teve seu ápice durante as últimas eleições presidenciais no Brasil.

Com a nova campanha publicitário, O Globo amplia os esforços de importantes veículos de imprensa do mundo todo que também vem desenvolvendo iniciativas relevantes no mesmo sentido, como os jornais norte-americanos “The New York Times” e “The Washington Post” e os franceses s “Le Monde” e “L’Express”.


Publicado em: 13 de abril de 2017